Facebook


Pesquisar no blog

sábado, 27 de setembro de 2014

PAIXÃO




Das três, uma:
1ª O Didu-Bilu-Teteia não entende nada de vinho
2ª É um desonesto intelectual  3ª É sócio do Dani-Elle.

Somente adotando uma das três hipóteses é possível digerir o texto abaixo
 
 

continuo achando os vinhos do Marco Danielle espetaculares. Continuo achando que o jornalismo do vinho não lhe dá o devido valor. Continuo achando que sua seriedade no que faz é exemplo e continuo achando que se ele fosse menos esquisito (adoro esquisitos, diga-se, tenho muitos amigos esquisitos…), seria melhor para o Atelier Tormentas e seus fantásticos vinhos.

Eu continuo achando que o Didu-Bilu-Teteia é apaixonado pelo Dani-Elle. Somente uma paixão avassaladora pode levar alguém a achar   que a seriedade do Dani-Elle é proverbial.

Nosso seríssimo produtor vinícola, embalado, afirma:

 “Nossos vinhos são produzidos de forma artesanal, em quantidades muito pequenas.....”

Nosso gênio vinícola possui o dom da palavra fácil, mas nem sempre é verdadeira.


A “forma artesanal” na produção vinícola do Dani é tão verdadeira quanto a probidade do Maluf.

 Dani, o “artesanal” vinifica   nada menos que 11 castas.

  Pinot Noir, Tannat , Merlot , Alicante Bouschet , Cabernet Sauvignon, Arnoison (complicação típica danielliana para uma uva da família do Chardonnay) Sauvignon Blanc, Teroldego , Barbera, Serprino (outra complicação daniellana : O Serprino é da família da Glera, uva mãe do Prosecco), Cabernet Franc.

Quem vinifica 11 uvas, quase todas compradas de terceiro, não poderia e nem deveria se autoproclamar “artesão”.

Quem trabalha assim está louco para se transformar em um grande industrial.
 
 

Para conseguir dar o salto falta apenas um sócio financiador; lábia, o Dani-Elle, já tem e de sobra.

O Bilu-Didu-Teteia com muito “ARS ARDOR” e pouco “HONOR” continua  

 

Ganhei dele esta garrafa de Sauvignon Blanc e deixei descansar um mês e ontem foi o dia de prová-lo com meu ex-segundo degustador, Ramatis Russo, meu filho nobre. Decantamos uma hora e servimos.

Descansar um mês?

Decantar, por uma hora, vinho branco gaúcho?

Só falta, agora, o Bilu-Didu-Teteia decantar uma garrafa de Mioranza branco suave.
 

ADORAMOS!!!! Tinha mim uma lamparina discreta, uma calda de doce de abóbora, um feno velho molhado e isso tudo um pouco abaixo do cítrico de limão siciliano e do capim molhado mais comum do Sauvignon Blanc

A lamparina do Didu-Bilu-Teteia deveria iluminar sua cabeça de abobora e cheia de capim
 

ADOREI Marco Daniele. O vinho tem personalidade e originalidade além de puro. Tudo o que procuro num vinho, me emocionou

Não falei? Finalmente o Didu-Bilu-Teteia se revelou:

É adoração! É paixão pura!

Depois, com a evolução que não parava, veio um incrível aroma de miúdos grelhados, notados pelo Ramatis. Não resistimos e pedimos uma linguiça de Pato (você já provou a linguiça de Pato da Enoteca Saint Vin Saint?…), e não deu outra. Era isso mesmo, show!
 

O vinho deverá entrar para comercialização em outubro segundo o site do Marco Danielle. sugiro uma visita ao site do Tormentas, há coisas bem interessantes lá, inclusive depoimentos de pessoas de respeito no mercado. Recomendo

É sempre a mesma ladainha: O Dani-Elle lança um produto, manda uma garrafa para seu apaixonado crítico que, com seu grande conhecimento e total isenção, recomenda o vinho.
 

Pergunto: Com o modelo de crítica, acima, é possível pensar que, um dia, nosso mundo vinícola sairá da mediocridade?

Respostas serão bem vindas.

Dionísio

25 comentários:

  1. Para mim e muita gente nao ha nenhuma duvida que pessoas como o Bilu so atrapalham. Pequeno Bilu, um gigante para beber de graca, um incansavel batalhador pela causa propria, um monstro de picareta.

    Ja viram as reacoes das pessoas que estao iniciando no vinho e leem as bostas que ele escreve?

    So mais um nesse mar de zurrapa moral.

    Me lembro que conheci o Bilu no B&B&D. Na epoca o comentario de voces foi "o ridiculo bilu teteia....". Apos ler algumas porcarias no blog do cara nunca mais voltei la.

    Os blogs de gente como Paulo Henrique Amorim ou do Ze Dirceu tem mais credibilidade que Bilu Teteia.



    ResponderExcluir
  2. Quanta besteira é escrita e publicada diariamente nesse monte de blogs inúteis, por blogueiros que não sabem nada de vinho! Eles atacam de todos os lados. Puxam saco de produtor brasileiro, de importador, de produtor estrangeiro, de todo mundo. Tudo em busca de uma garrafinha para encher a cara ou de uma boca livre. Conta-se nos dedos de uma mão os que se salvam.
    Salu2

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não havia pensado na quantidade de uvas diferentes. É estranho mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Experimente contrariar o Didú fazendo um comentário no blog dele e criticando alguma coisa, como por exemplo, o preço injusto de um vinho que ele faz propaganda. A publicação do comentário até sai, mas depois de um tempinho ele é excluído. Democrático, não?

    ResponderExcluir
  5. Por mais que se queira ridicularizar o Bilu Tetéia, nada suplanta o que é a pessoa ao vivo. Ele é imbatível como figura ridícula! Felini ficaria indócil para inclui-lo em um de seus filmes.

    ResponderExcluir
  6. Assim fica fácil, vendo um vinho online seis meses antes de entregar......na data de entrega posso escolher de quem comprar esse vinho, engarrafar, colocar meu rótulo e voilà!!!!....não precisei produzir uma gota de vinho....apenas marketing.....

    ResponderExcluir
  7. A credibilidade deste e de outros "criticos badalados" ficou comprovada com o ranking da EnoEventos: caras como este não devem ter mais do que 20 acessos por dia - e metade deve ser eles mesmos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza de que vários blogueiros aumentam o número de acessos assim, na base do auto-click. O curioso é que, apesar de serem muito acessados, a grande maioria dos posts fica lá, sem um único comentário. Tem alguma coisa errada, não?

      Excluir
    2. Acredito que auto clique nao funcione. Empresas provedoras nao sao idiotas.

      Um mes de repouso para o vinho? Nem jesus, se esse cara existiu, transformaria um vinho catarinense nessa joia que emociona.

      Voces (Di) precisam de um mes agora sem postar nada tao deprimente. Eu nao aguento ler algo similar na sequencia desse.

      Excluir
    3. E, digo mais! quando eu acessei os 10 primeiros do tal ``ranking da EnoEventos``, tive vontade de chorar... e quando eu vivi o ``zumzumzum`` dos proprios palermas se auto vangloriando, jesuis, percebi que mundinho de gente mais despombalizada!

      Os 10 primeiros blogs ja envergam na palhaçada e para completar, continuam o circo na rede social...
      Eitcha mundo cão...

      Ri demais hoje, meu jesuis...

      Ernesto.

      Excluir
    4. As moiçolas competem com os machos a `alfa`!
      Quem leva para casa, o título, de quem é mais! (mais O QUE?_____)
      Impera entre produtores, entre publicitários, entre outros que tem 2,3 cursos profissionalizantes e agora é formador de `opiniã`!Eita! tem gente da USPi, é mesmo, mas se igualou, viu?
      Há um `combate` porque a lei da sobrevivência desse planeta vinho é quem APARECE MAIS, quem vai mais longe... #SQN#ONDE?

      Eu vi uma moça dizer que ela ia ser blogueira de vinhos, porque isso lhe renderia OPORTUNIDADES, é claro que, algum insano que escreve a ajudou nessa brecha para um mundo `novo`... e ela, continuou, no auge de sua `beleza` a dizer algo assim: ``vão me reconhecer por onde passar (e eis que pensei! que nao precisasse a pobre penar, sofrer escrevendo blog, mas tirando a roupa logo!!!),... ``vou ter de quebra adoradores`` (acho que ela quis dizer, pretendentes, porque mulher gosta de disfarçar... Sugeriria a ela então escolher um caminho onde nao atraísse só os do ``banco de reserva``, e veja que a cabeçuda é pouco ambiciosa ?!#hastag#pédechinelo), vou ser quista, convidada para viagens, trabalhos, etc, etc.... ( mundo da fantasia! Veio logo em mente, a imagem do auditório do S.Santos, e aquela gente aglomerada se jogando uns contra outros por uns aviõezinhos de dindim do tio lá... Olhe, como é surreal o mundo que essa pilantra quer morar, e eu diria a ela, mas nao disse.... ``moça seja ambiciosa, vá estudar, vá bater cartão e honrar a saúde que Deus te deu`` vá sarnar numa ideia mais difícil, competir com gente competente, gente emancipada, gente bem empregada, vá!!! porque QUEM tem que te adorar é tua família, porra! Resultado, como na parcela do Brasil dos preguiçosos, lá vai mais uma bandida, picareta se juntar ao bando... e nem é do PT que falamos, é a gangue dos enobostas...


      O MINISTERIO DA SAUDE ADVERTE:
      É prejudicial ler blogs!

      PS: O post do blog aqui é sobre o senhor DIDU mas no meu aqui, prefiro ressaltar `as cabeças` do bando, do que falar de um colecionador apenas...Um alvo nao me interessa, e sim o comportamento da manada...

      Santé!

      Excluir
  8. Ai ai. Gente assim ha todo lugar. Uma pena para quem trabalha seriamente tentando desenvolver esse mercado que ja esta com o estigma de zelite, de frescura e hoje em dia numa baita recessão.

    Eu considero fascinante como ha pessoas que acreditam (conheço muitos) que Lula é uma boa pessoa, Edir Macedo um santo, Hitler um sabio, Stalin um grande lider, Roberto Carlos um otimo compositor, etc etc etc.

    Por ultimo vou mascar essas palavras por um bom tempo: DESCANSO DE 1 MES, DECANTAR POR 1 HORA, MIUDOS GRELHADOS.

    Vai cagar linguiça de pato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai cagar linguiça de pato ll.

      Bel .

      Excluir
  9. Adoro aromas de miúdos grelhados. Mas só se for em manteiga italiana clarificada..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho hilário quando o (nosso) DIDI* faz o comercial nos lugares que ele faz boquinha...
      Quem vê a primeira, tudo bem... nao se importa, mas nao dá uma semana, já se torna cansativo...
      Parece que ele nao sai para comer em ``alguns`` lugares, parece que ele mora no lugar que ele fala que come, e sai para trabalhar quando nao fala...coisa do tipo, dou umas risadas, perde-se a credibilidade... mas tudo bem, importa que ele tá ganhando ...

      Excluir
  10. E o pessoal insiste:

    http://bebiesse.com.br/aurora-reserva-o-melhor-vinho-merlot-mundo/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=aurora-reserva-o-melhor-vinho-merlot-mundo

    ResponderExcluir
  11. O Bilu-Didu Teteia só come no Saint Vin Saint por causa do Ramatis e na Percussi. O Didu CAUSA nos eventos, e é a personificação do ANTI-VINHO.
    CHEGA desses velhos babões que dominam o mundo do vinho e influenciam nas opiniões. O mundo do vinho precisa da nova geração de entusiastas e apreciadores de vinho que sejam pessoas mais simples, mais humildes e que parem de esnobar. Vocês já viram quão cool é o mundo da cerveja? Todo mundo unido se divertindo enquanto que no do vinho tudo VELHO METIDO que não fala com ninguém.
    Ficamos na mão de 10 "profissionais" e é só isso.
    Outros como o Bilu: Artur de Azevedo que trabalhar para 985598463 importadoras diferentes, a galera da ABS (instituição mais retrógrada do vinho) incluindo aquele Bruno, Bilu, aquela Silvia Franco CHATA, Daniel Perches e a lista só segue.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que tem muita gente chata no mundo do vinho isso é uma realidade. Mas não é porque é velho ou jovem. Seu comentário é muito preconceituoso em relação às pessoas idosas. Aliás, o Daniel Perches é jovem. O problema não está em ser "velho metido". O problema está em ser esnobe (algo comum no mundo do vinho), em não aceitar opinião dos outros (algo comum em qualquer mundo), em achar que é certo e os outros errados etc. Mas da mesma forma que tem muita gente chata em meio aos bebedores de vinho, tem muito idiota bebedor de cerveja (e como tem), e por aí vai. Infelizmente, pessoas agradáveis e sensatas são minoria em qualquer grupo.

      Excluir
  12. Bilu se "aposentou" do EnoBlogs... hehe

    ResponderExcluir
  13. Olha no blog dele. Tem até "agradecimento" a Bacco & Bocca, rs.

    ResponderExcluir
  14. sócio do Dani-Elle é o ED MOTTA... é o garoto propaganda de alguns vinhos por ai...Mas tem uma pérola nova!
    O ultimo absurdo que ele disparou no INSTA...

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10200089327193320&set=a.4983516563068.1073741873.1754100187&type=1&theater

    Esses comentários dele são ...

    (eu rasgo o meu c... se um isabel lembra vosne romanee
    de verdade!!!)
    Com a tipicidade aromática dos vinhos da Lizete?


    Passa km de distancia de tipicidade de uma regiao
    mas na casa de milhares de Km ...

    ResponderExcluir
  15. O único pais , ou um dos raríssimos, países que permite a vinificação da uma S,Isabel , é o Brasil. Enquanto houver críticos como o Mota continuaremos na contramão da cultura vinícola. Uma lastima
    .

    ResponderExcluir
  16. Prezado Dionísio,

    Concordo com quase todas suas opiniões sobre os vinhos e críticos brasileiros. Aqueles são suco de fruta concentrado, tentam ser como os argentinos, chilenos e estadunidenses. Os críticos, da mesma forma, tendem a ser vendidos, assim como os críticos estadunidenses. Contudo, cheguei aos vinhos de Danielle sem interferência de ninguém.
    Olhando por curiosidade, pois tinha que escolher um vinho "exótico" (sinonimo de coisa ruim geralmente), os vinhos nacionais em uma loja, deparei-me com o Prelúdio 2007, ao ler seu rótulo achei curiosa a proposta e resolvi levá-lo para ser degustado as cegas em um grupo de degustação. Obviamente pensava que ia ser um fiasco, o que se confirmou, com exceção da minha opinião e a de duas outras pessoas, o restante (5 pessoas) odiou o vinho - vale notar que as que odiaram eram amantes daquele estilo de vinho que citei a cima (bomb fruit). O vinho lembrava um Bordeaux sem maquiagem - o que não é necessariamente bom, já que não é um vinho dessa região, mas brasileiro - com intensidade e persistência.

    Encomendei, então, 6 garrafas do Danielle (aqui já tinha lido alguns "críticos"): dentre os quais o Fluvia 2009 e o Cabernet Franc. O primeiro foi o mais caro, 120 Reias (era 2011-2012). Barato? Não! Caro? Talvez. Precisava degustar o que estava comprando para saber, afinal um premier cru da borgonha no Brasil é mais de 500 reais. Que a magnânima divindade me perdoe, mas o pinot era muito melhor que diversos Borgonhas premier cru que degustei na época que morei na França (aqui jamais comprarei um). O CF era, da mesma forma, surpreendente, não tive o prazer de degustar um do Vale do Loire tão delicado e complexo. Tenho que destacar, no entanto, que no pedido havia um Sauvignon Blanc, que nem era digno de nota, aromas interessante, mas de resto muito fraco.

    Escrevo minhas impressões porque os vinhos do Danielle me convenceram que podemos fazer bons vinhos no Brasil se, antes de mais nada, pararmos de querer fazer vinhos "modernos" (prefiro o termo comercial).

    Sinceramente,
    Pedro.

    ResponderExcluir
  17. Boa sorte e parabéns pelo comentário. Agora é preciso ver se o Pinot do Danielle é realmente do Danielle ou reengarrafado pelo Danielle

    ResponderExcluir