Facebook


Pesquisar no blog

terça-feira, 4 de março de 2014

GALVÃO E O BRUNELLO PORNÔ




O amigo Eduardo, leitor assíduo e fuçador atento, enviou matéria sobre o Galvão Bueno em que, nosso mais bem sucedido e intragável locutor televisivo, tenta penetrar, com força, no mundo dos vinhos.

Houve uma primeira tentativa, do Bueno-Pavão, de penetração no submundo dos “quase vinhos”, mas creio que a parceria, com a” Miolo Predadora Gaúcha”, não deve ter sido muito “buena”  e nem deve ter  provocado os orgasmos esperados pelo nosso Global personagem.

  Os produtos, com sua “griffe”, não foram bem recebidos pelo mercado e, apesar do investimento em marketing, lubrificação das canetas de aluguel e vida fácil que recomendaram com entusiasmo as garrafas do locutor, suas etiquetas não provocaram frisson em ninguém.

Outra dificuldade do Galvão, em conquistar o mercado, pode ser atribuída à alta rejeição de sua pessoa :Bueno é um dos mais odiados locutores do planeta, não inspira confiança e transpira oportunismo.

Sua assessoria comercial também não prima pela inteligência....

Marcio Marson, gerente da “griffe”, explica: "Galvão Bueno define o vinho que deseja e Adriano Miolo transforma o sonho em realidade."

Eu acho que não é sonho, é pesadelo!
 

Tomar um vinho Miolo, pensando   no Galvão-Pavão, é diarreia na certa.

Bueno já percorreu o mundo, bebeu tudo de bom e de ruim que nele há e percebeu que fazer vinho na Serra Gaúcha e ainda por cima em parceria com a Miolo, é uma roubada.

 Era preciso ligar seu nome a uma grande denominação, a um nome de peso para poder ser identificado como produtor sério, de fama mundial alimentando, assim, seu insaciável ego.

  O vinho escolhido foi o Brunello di Montalcino.

O Brunello é o líquido perfeito para massagear o superego do locutor mais odiado do Brasil.

Faltava um parceiro toscano.

 Faltava alguém de Montalcino que topasse a parada.

Grandes produtores, já presentes no Brasil, desprezariam solenemente o Pavão Galvão e os pequenos viticultores, com suas mãos calejadas, não teriam o “Charme Global” necessário para a penetração imaginada.

Era preciso alguém com perfil “PAVÂO-GALVÃO”.

Duas aves multicoloridas, com fome de holofotes e a qualquer custo, foram finalmente encontradas: Roberto Cipresso e Savanna Samson!
 

Os parceiros escolhidos, Roberto e Savanna, se encaixam perfeitamente no esquema: Um winemaker e uma estrela pornô.

Cipresso, enólogo estilo Rolando Lero, que quando e se bem pago assina até vinho tailandês, ao lado da estrela pornô, engarrafa, na “La Fiorita”, 15/20 mil garrafas, quase totalmente exportadas para o mercado americano onde a Savanna encontrou a fama na cama.

Cipresso sabe produzir vinhos que agradam os paladares “internacionais”.

 Suas garrafas oferecem generosas doses de maciez aveludada, madeira, doçura, especiarias, aromas…Tudo estudado para cativar e encantar aqueles que o não sabem beber (a esmagadora maioria).

Os vinhos do Cipresso são previsíveis e sempre (ou muito) parecidos uns com os outros: Vinhos “Xerox”.
 

Nas garrafas do Alberto Roberto Cipresso sempre há mais adega do que vinha.

 As garrafas do Cipresso são produzidas para agradar paladares pouco exigentes, são fáceis, redundantes, previsíveis, exatamente como o “Pavão Bueno”.

A Natalie Oliveros, que na cama se transforma em Savanna Samson, é a real proprietária da “La Fiorita” deixando para o Cipresso o trabalho de produção, promoção e venda do Brunello pornô.
 

O quadro está completo: Um Pavão-Galvão, um Alberto Roberto em busca de fama e uma atriz pornô.

Nasce o Brunello que nos fará gozar.......Literalmente.
 

Na próxima matéria mais revelações que nossos blog especializados nem sonham em divulgar.

Aguardem

Dionísio

7 comentários:

  1. Eu não sabia da outra parceria. Acho que agora pensarei com mais carinho em pagar os 350 na garrafa. :)

    ResponderExcluir
  2. Mas o seu blogueiro favorito pelo jeito gostou do Brrrrrrunello. Fez até reportagem sobre ele.

    ResponderExcluir
  3. Me estranha ele não ter entrado de sola em Bordeaux, afinal, acho que seria a região mais recomendada pra ele. "Bueno, grande produtor em Bordeaux", "Os franceses se curvam aos vinhos de Galvão", imagina isso aí na boca da "imprensa especializada"?! Ele nem precisaria de atriz pornô, uma frase dessas já elevaria o tímido ego dele ao nirvana, com direito a orgasmos múltiplos.

    Aparentemente, ele não tem cacife pra competir com os chineses. Que peninha. Mundo cruel.

    ResponderExcluir
  4. Incrível o post. Eu não fui na degustação do Brunello, mas muita gente foi e adorou o vinho! Mas já vi muito isso também, de vinhos sul-africanos e americanos que não valiam nada e muita gente falar bem.
    Agora estrela pornô é de chorar nao?
    Abraço,

    Alessandra Esteves
    www.damadovinho.com.br

    ResponderExcluir
  5. O Bueno casou ano passado a filha na vinicola do tal cipresso e ainda foi de sapatenis democrata marron e fraque azul calcinha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahaa... tá por dentro da vida social do cara, hein? kkk. Mas o fraque era Ermenegildo Zegna?

      Excluir
  6. Favor dobrar a lingua antes de dizer que essa Savana eh estrela porno. Estrela era a Savannah original, a Silvia Saint...a Ginger Lynn. O resto so da para os outros nas cameras. A palavra porn star esta mais usada que bicicleta de vila.

    Como eh bom ter dinheiro e poder comprar seculos de tradicao, historia, charme, cultura. Parabens ao Galvao, parabens a todos envolvidos nesse projeto. Claro que espero que ele me convide para um jantar em Monaco, onde terei o prazer de falar bem do vinho dele e com isso aumentarei a venda no mes em 4 garrafas.

    Estao ai patriotas em acao desenvolvendo e espalhando o mercado do vinho no Brasil. Espalham gel pelo Brasil tambem, e muito vinho espetacular. Parabens a todos, viva a republica vinifera farroupilha, viva a falta de chuva, viva o Rolando Lero.

    ResponderExcluir