Facebook


Pesquisar no blog

domingo, 21 de maio de 2017

MEURSAULT BLAGNY



Em um bar da "Place Carnot", bem no centro de Beaune, consultava a carta de vinhos em taça tentando encontrar algo que não apavorasse, ainda mais, o meu trêmulo e debilitado cartão Visa.

Como todos sabem, beber vinho nos bares e restaurantes da França, não é exatamente barato.
 

Uma taça vinho comum, mas comum mesmo, custa 6/8 Euros.

Uma taça de "Premier Cru" 10/15 Euros.

Segurando com força o cartão, que já queria se mandar, deixei livres meus olhos que , finalmente,  encontraram um "Meursault-Blagny" 1er Cru por 8 Euros.

Meursault-Blagny?
 
 

Juro que, até aquele momento, nunca ouvira falar daquela denominação (aliás, há muitas que não conheço....)

Chamei o garçom e pedi algumas informações sobre o vinho.

O rapaz elogiou, com tanto entusiasmo, o Meursault-Blagny, que resolvi pedir uma taça.

Tomei três.......

Beber três taças não era a solução; precisava encontrar o produtor e comprar aquele vinho.
 

 Sempre achei o Meursault um grande vinho, mas, devo admitir, também, que meus Chardonnay  preferidos são os de Puligny-Montrachet e Chassagne-Montrachet.

Os vinhos de Puligny mais refinados, os de Chassagne mais possantes, os de Meursault mais amanteigados, mas, infelizmente e muitas vezes, amanteigados demais.
 

O Meursault-Blagny de Sylvain Langoureau tem "zero manteiga" e madeira perfeitamente equilibrada e integrada.

Aliás, se você é um amante da madeira, da opulência, da manteiga, nem passe pela rua da "Domaine Sylvain Langoureau": o Meursault-Blagny Premier cru "La Pièce Sous Bois" vai direto à mineralidade, não faz concessões.

O vinho do Sylvain Langoureau é severo, austero.

O "Meursault-Blagny" de Langoureau apresenta sutis aromas florais, na boca revela toda sua elegância e fineza sem dar espaço aos recursos e malandragens do enólogo para torná-lo mais agradável e fácil de beber: O Meursault-Blagny 1er Cru "La Pièce Sous Bois" é um vinho para os que entendem de vinho.
                             hahahahahahahaha

Como encontrar a Domaine Sylvain Langoureau?

Sem acesso à internet, dirigindo o carro em um mar de vinhas, sabia apenas que a vinícola era em Saint Aubin.

Arrisquei e entrei em uma das três ruas de Gamay; Gamay é um pequeno distrito da pequena Saint Aubin.
 

Não cheguei a percorrer 300 metros da "Rue de La Fontenotte" para encontrar a Domaine Sylvain Langoureau que, ironicamente, fica a menos de 100 metros da vinícola de Jean Claude Bachelet.

Devo ter passado dezenas de vezes pelo portão dos Langoureau sem dar a mínima atenção.....

Um toque de campainha foi o suficiente para ser atendido por uma mulher alta, ainda jovem e muito atenciosa.
 

Como o Bachelet me transformou em um eno-idiota, não sei, mas quando degustei o Puligny-Montrachet 1er Cru "La Garenne" e o Saint Aubin 1er Cru "En Remilly" quase morri de raiva ao recordar as vezes que saí de Saint Aubin com o porta-malas vazio.

Degustando aquele "La Garenne" de Langoureau, que nada deve aos Puligny de Bachelet, me senti um perfeito idiota.
 

A Domaine Sylvain Langoureau em seus 9 hectares, espalhados pelos municípios de Saint Aubin, Puligny-Montrachet, Chassagne-Montrachet e Meursault, produz 13 vinhos brancos (Chardonnay) e dois vinhos tintos (Pinot Noir)

Impossível, então, degustar todos, mas a qualidade do Meursault-Blagny "La Pièce Sous Bois", do Saint Aubin "En Remilly" e do Puligny-Montrachet "La Garenne" me convenceram que acabara de "descobrir" um excelente produtor.
 

Uma única saudade do Bachelet: Seu ótimo Chassagne-Montrachet 1er Cru "Blanchot Dessus".

Bacco

5 comentários:

  1. grande achado, Bacco. agora conta quanto foi a garrafa...

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Yep, promessa feita e cumprida. Inveja dos infernos. Aproveita...bastardo inglorio.

      Excluir
  3. pagou ridiculamente caro se pagou 34 euros direto do produtor...
    2013 Domaine Sylvain Langoureau St-Aubin 1er Cru "En Remilly"
    SKU #1196439
    90 points Allen Meadows - Burghound
    *Outstanding* Here too there is a bit of residual sulfur so once again I would suggest aerating this for several minutes first. Otherwise there is fine intensity to the notably ripe, dense and mineral-driven middle weight flavors that are markedly saline in character on the notably dry and refreshing finale that presently displays a touch of austerity. (6/2015)

    ResponderExcluir
  4. Nem todos são espertos como você. Eu paguei 34 o 2015 e 29 o 2013. Mais uma coisa: Não preciso da aprovação ou indicação de ninguém Eu tenho meu próprio paladar e sei usá-lo.

    ResponderExcluir