Facebook


Pesquisar no blog

sexta-feira, 20 de maio de 2016

O GRAN CASA VALDUGA




O aeroporto de Brasília inaugurou, na ala de embarque internacional, uma sala VIP

Antes, a administração do aeroporto, já autorizara o funcionamento de uma loja "Duty Free".

Comparar a sala VIP e a loja de importados com as de outras capitais do mundo é passar vergonha.

A "Duty Free" se espalha por pouco mais de 80 m² e a sala VIP seria ridícula, até, para o aeroporto de Teresina.

Não sou de gastar com perfumes ou camisas Lacoste, em aeroportos, mas frequento, com prazer, salas VIP e conheço inúmeras.

 
A de Brasília é a pior!

Meia dúzia de garrafas de água, um suco de fruta, um pequeno balcão, com três bandejas de sanduíches e uma garrafa de espumante Valduga.

Sim, a única garrafa de vinho é, horror dos horrores, de "Gran Casa Valduga"

Se os passageiros "vip" são obrigados a beber o "Gran Casa Valduga" fiquei imaginando o que deveriam engolir os "Não Vip"
 

CONFISSÕES:

Confesso que há anos deixei de acreditar nos critico$ especialmente quando enaltecem e sublimam o vinho nacional.

 Confesso que há anos deixei de comprar vinho nacional até para cozinhar.

 Confesso que criei, depois de levar inúmeras bordoadas, preconceito contra vinhos nacionais e fujo deles como os petistas "fogem" de Curitiba.

Mas a solitária garrafa estava me olhando.....

"Dionísio, é de graça!"

O diabinho, dos amantes do álcool, me tentando.......

 
Depois de uma cuidadosa checada, para ver se ninguém estava à espreita, me aventurei e enchi uma taça com o "Gran Casa Valduga".

Levei a taça ao nariz e tentei extrair do espumante algum aroma. Imediatamente pensei que o ar condicionado, muito frio, atacara meu sistema respiratório.

"Gran Casa Valduga" = Aromas Zero!

Na boca a tragédia foi maior: O "Gran Casa Valduga" atacou, sem piedade, o paladar, vingando, assim, todos os vinhos nacionais que critiquei

Bem feito!

Nada, de nada; apenas um líquido insosso e gelado.

Nem a sombra de algum prazer, de alguma satisfação, de algo para ser lembrado...  Aliás, ha algo ser lembrado, sim: Nunca mais beber (nem de graça) "Gran Casa Valduga" e, se possível, outros Valduga.

O anúncio do embarque veio em meu socorro.

 Deixei a taça de espumante, quase intacta, e corri para a porta do avião.

Já acomodado em minha poltrona, a sorridente aeromoça percebendo, talvez, um ar de angustia em meu rosto, me ofereceu um lenitivo: "Blanc de Blancs" da Luiz Pato.
 

Enquanto o espumante português reordenava meu paladar e outros sentidos, mentalmente, perguntava: "Quem foi o marqueteiro picareta que inventou aquela campanha que anunciava o espumante brasileiro como Segundo Melhor do Mundo"?

Teria sido o mesmo que sugerira ao nosso ex (ainda bem) presidente Lula que o SUS era um sistema de saúde quase perfeito?

O avião estava decolando deixando para trás marqueteiros mentirosos, SUS quase perfeito e o segundo melhor espumante do mundo.

 

Onze horas, apenas onze horas, me separavam dos terceiros, quartos ou quintos melhores espumantes do mundo.

Alguma dica?

Cabochon Monte Rossa (Franciacorta)
 

 Hausmannhof Riserva Haderburg (Alto Adige)
 

Pas Dosé Cavalleri (Franciacorta)

Brut Rosé Costaripa

Dionísio

PS Acabo de tomar conhecimento que o nosso ex (ainda bem) presidente foi internado, para exames, no......... Sírio Libanês

17 comentários:

  1. valeu a tentativa, Dionísio. agora, é só não repetir a dose.

    dois anos atrás, um amigo se casou e lá fui eu, depois da cerimônia, para a festa. estava louco por um espumante ou até por um vinho, mas, quando cheguei lá, as opções eram: espumante Valduga, cerveja Skol ou Johnnie Walker Black Label. fui de scotch, nunca me arrependi...

    ResponderExcluir
  2. Di,

    o espumante nacional virou uma piada gracas aos jegues que tentaram contar uma mentira varias vezes para ver se pegava. Me cansei de responder a parentes e amigos que nao era bem o que diziam sobre os espumosos.

    Campanha padrao que a industria poderia ter adotado se fosse honesta:"Temos hoje condicoes de fabricar bons espumantes. Nao esperamos concorrer com franciacorta, os melhores cavas ou os bons champagnes, mas estamos contentes por produzir EM MEDIA algo melhor que 15 anos atras". Ou um simples "experimente o espumante nacional. Supreenda-se". Clicheresco, mas honesto.

    Lembrar que ha bastante espumantes de Portugal e Espanha que raramente sao lembrados. Uma pena, tem muito valor e boa qualidade ali.

    Pequenas vinicolas fazem bons espumantes em RG e SC. Mas nunca ouvi dessa meia duzia a picaretagem que sao o segundo melhor do mundo. Inclusive nao gostam dessa lorota. Quem diz ou escreve isso (em troca do que?) deveria ter ou passar vergonha.

    Voce he um guerreiro de voar tap.

    ResponderExcluir
  3. Tapo os olhos e vou de TAP , afinal é única que voa de Brasília para a Europa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai para salvador e pega iberia. Ai sim!!!

      Da gosto de ver a baianada (agora sem preconceito) falando em inglesh.

      Hasta pronto, peste.

      Excluir
    2. A Air France também voa de Brasília para a Europa, inclusive das últimas vezes que viajei, seus preços estavam bem melhores que os da TAP.

      Excluir
    3. É verdade ,mas minha paranoia com os terrorismo é grande e a França está sempre na mira dos malucos

      Excluir
  4. E os tugas, para variar, tendo acessos de riso, ao servir Luiz (sic) Pato Blanc de Blancs, que custa 6 Euros, aos brazucas que voam de primeira classe para lá, kkkkkkkk ou, como certa vez ouvi do proprietário de uma tradicional garrafeira lisboeta: brazucas a escrever sobre vinhos... ó pá, pura psicodelia, do que se pode compreender.... kkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e os brazucas , para variar, tendo diarreia ao beber Gran Casa da Mãe Joana Verruga que custa R$ 160

      Excluir
    2. achei por R$ 110 no Oba. ou seja, aproximadamente R$ 110 acima do que vale.

      Excluir
    3. 110 acima do que vale. humor refinado. tinha que escrever roteiro ou livro!

      A proposito, com o Serra animou-se?

      Abs.

      Excluir
  5. Caríssimo

    Sobre os espumantes do Lona?Considero bom preço para o que entregam. Não?
    Valduga realmente não dá é ainda querem fazer cerveja agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço ,mas como disse, não compro

      Excluir
  6. Espumante brasileiro? Só arrisco Maximo Boschi, Adolfo Lona e Estrelas do Brasil. O resto passa. E essa fábula de ser o segundo do mundo? Esquecem de Franciacorta, Cava, Cremant, espumantes portugueses e até alguns ingleses que têm surpreendido. Vale mencionar que nenhum deles, até que eu saiba, teve a audácia de dizer que é o segundo do mundo.
    Salu2,
    Jean

    ResponderExcluir
  7. Quer dizer que nosso ex (ainda bem) presidente está dodói? Que dó! Leva o cara para o SUS.

    ResponderExcluir
  8. aí, Bacco, meu carro dos sonhos está bem aí do seu lado:

    http://ww3.autoscout24.it/classified/282481168?asrc=st|as

    ResponderExcluir
  9. 1km? Deve ser picaretagem. Só para fotografar o carro naquela estrada deve ter rodado, no mínimo, 40km.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ele só deve ter colocado 1km no anúncio pra completar logo, essa belezinha certamente tem centenas de milhares de quilômetros...

      Excluir