Facebook


Pesquisar no blog

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

AUPRÈS DU CLOCHER



Corinne, proprietária do “La Cadolle”, em Bouze Les Beaune, há anos me revela os melhores endereços da região; Corinne é uma “Trikadvisor” confiável.

Mulher bem informada e de bom gosto, sempre tem boas dicas e conhece endereços interessantes.

Um bom “Charlemagne”? Produtor fulano.

Um restaurante válido em Beaune? Rua tal.

O bar da moda na região? Praça
Madeleine número tal.....

No do café da manhã, sem que eu perguntasse, Corinne, disparou: “Você precisa conhecer o Auprès du Clocher em Pommard. É um restaurante que abriu há poucos meses e o chef é ótimo. O chef trabalhou, inclusive, como segundo no Lameloise em Chagny”.

Para os que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer o “Lameloise”, restaurante que leva o nome do chef, Jaques Lameloise, informo que o local detém, há 35 anos, três estrelas Michelin.

Pommard e Meursault são, para mim, as duas aldeias mais charmosas e bonitas da Côte de Beaune.
 

Nas duas vilas é possível encontrar locais interessantes, para se beber e comer bem, sem estuprar o cartão.

A nova sugestão de Corinne agradou muitíssimo.

O “Auprès du Clocher” faz jus ao nome: abre suas grandes janelas de vidro bem atrás do campanário da igreja de Pommard.

Ambiente moderno, mas aconchegante, cômodas poltronas em couro branco e vermelho, mesas bem aparelhadas, taças de cristal, serviço correto, porém, sem empolgar.
 

O restaurante nasce no primeiro andar do melhor açougue da cidade e o açougueiro é sócio do local.

É fácil deduzir, então, que a qualidade das carnes é excepcional.

O chef, Jean Cristophe Moutet navega com rara desenvoltura pelas cozinhas tradicional e moderna, mas evita abusos, excessos ou pirotecnia.
 

Uma cozinha que agrada e não agride…. o bolso.

Escolhemos o “Menu Pommard” (48 Euros)

Os pães, produzidos no restaurante merecem um sonoro elogio: Ótimos!
 

Como “mis en bouche”, um creme delicado, surpreendente, com ingredientes difíceis de desvendar (eu não consegui).
 

Interessante os “Ravioles de Foie Gras de Canard Poêlé Bouillon aux saveur de sous bois”. Apresentação belíssima e delicadeza incomum.
 

 
 
 
Os “Escargots de Bourgogne Sauvages, Royale d’Ail Doux, Suc de Vin Rouge, Écume de Lard Fumé”  fantásticos. Não consigo descrever.... é preciso provar.
 

Dionísio optou por carne e escolheu “Pièce de Biche et Panais Rôti Champignon des Bois Sauce Poivrade”.
 

Prato bem feito, mas não empolgante. Não repetiria.

Eu escolhiNoix de Saint Jaques Cuite à L’unilatérale Boudin Noir Choux Fleur Caramélisé”


Sobremesas? Todas.
 
 
 

(Vejam fotos)

O “Auprès du Clocher” oferece, todos os dias, uma boa variedade de vinho em taças.

Começamos com duas de Champanhe, continuamos com três de Meursault 1er cru e Dionísio optou por uma taça de Pommard para acompanhar a carne de veado.

Satisfeitos e contentes, especialmente quando nos foi apresentada a conta (136 Euros total), resolvemos indicar o “Auprès du Clocher”: Endereço imperdível em Pommard.

Bacco

 

37 comentários:

  1. Tudo muito bom, mas o principal a surpresa do preço quase modesto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vá em qualquer restaurante em São Paulo, coma uma comidinha mais ou menos, toma um vinho reba e verá que pagará muito mais que isso. O preço é razoável, sim.

      Excluir
  2. Caros, sei que é chover no molhado mas dá tanta raiva que não custa comentar. Recebi um email da zahil convidando para provar alguns vinhos que seriam "especiais para o verão", entre eles um português e um italiano (Duque de Viseu 2010 e Le Marne Gavi 2010). Só por curiosidade fui checar o tamanho da porrada:
    Gavi: 143,36 surreais na Zahil, 9 euros no trovaprezzi (~R$ 28,63), 5 vezes mais caro;
    Viseu: 77,28 surreais na Zahil, 4 euros na Garrafeira nacional (~R$ 12,73), mais de 6 vezes mais caro.
    Lembrando que eles certamente pagaram bem menos ao produtor que o preço de varejo na europa.
    Eu sei que tem custo brasil etc etc, mas vender a 77 reais um vinho que dá pra encontrar a 4 pila no varejo (um café com um pastel de nata no chiado sai mais caro!!!!!) é bizarro demais. Essa conta não fecha.
    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Gavi deve ter custado à importadora, no máximo, 4 Euros . Faça as contas.

      Excluir
    2. Tem que continuar a chover no molhado. Divulgacao e´ nossa maior arma.

      Excluir
  3. Mal escrito, bobo e com erros de português.

    ResponderExcluir
  4. Chef tem cara de babaca.

    ResponderExcluir
  5. Alguém está acompanhando o curso de sommelier no site do Didu? Procede a informação que na antiga Roma se alguém servia o vinho com a munheca virada em algum jantar significava que a pessoa ia ser envenenada naquela noite ? Bacco tem essa informação aí na Itália ? Grato.

    ResponderExcluir
  6. Acompanhar o curso sommerdier retardado do Didu Bilu Teteia ? Nem sob tortura.
    Servir com a munheca virada é , na Itália, deselegante. Reza , a lenda, que na antiguidade , especialmente na corte dos Borgia, se usavam grandes anéis que poderia conter veneno. Quando o vinho era servido com a munheca virada , as tampas se abriam e despejavam o conteúdo no copo de quem se desejava envenenar. è um pouco de lenda e um pouco de verdade ,mas eu não gosto que alguém me sirva assim.

    ResponderExcluir
  7. Bacco&Bocca, você ainda acha um "pouco" verdade este papo furado que te contaram na Itália, ou sei lá onde?
    "Pouco verdade"? Ou algo é verdade, ou não é! Simples assim.
    Conversa fiada!
    Parece história do negrinho do pastoreio...

    ResponderExcluir
  8. VC sabe que havia muitas lendas na idade média e até mesmo nos séculos posteriores. Eu acho que uma ponta de verdade seja possível nada além disso. Quer mais? Derramar sal na mesa, quebrar espelho, Cruzar com gato preto., Passar em baixo de escada. ....Uma coisa é certa:é deselegante

    ResponderExcluir
  9. Bacco&Bocca,
    Parece que tem um vinho na Irlanda produzido por um Leprechaun. Já tomou? Dizem que tem gosto de Guiness :)
    Acho que é um "pouco verdade".
    É cada uma!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu conheço essa história! É um pouco verdade mesmo!

      A parte do gosto da Guiness é correta, a parte do vinho e do produtor não. É na verdade uma cerveja produzida pela St James Gates Brewery.

      Excluir
  10. Reza a lenda que o gato preto do Leprechaun toma o vinho de uvas torradas, parecido com Guiness, com a patinha virada, debaixo da escada e misturado com sal derramado de mesa.
    Deselegante!

    ResponderExcluir
  11. Alguém aí já comeu pão com borra de vinho? É a nova dica do aprendiz de sommelier

    ResponderExcluir
  12. e tem a nova do Salu...

    "Branco 1983 surpreendente! ainda firme, fresco, desses que empolgam o paladar com sua acidez que contrasta e anima os sabores de envelhecimento como húmus, cinzas, musgos, lodo, cocada preta, terra e um monte mais."

    http://instagram.com/p/xxwjVXkC5C/?modal=true

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta palhaço é considerado (por quem?) o melhor sommerdier do Brasil ;imaginem o segundo , terceiro, quarto....

      Excluir
  13. certeza que nesse "monte mais" tá implícito a estrebaria hahahaha.

    lamentável essa noção de que pra ser tarimbado é necessário encontrar aromas pouco usuais no vinho. Estrebaria? Iodo? Cinzas? Se eu abrir um vinho com tudo isso vai pra pia na primeira taça.

    Ou alguém aqui acha que beber vinho com gosto de remédio ou de cinzeiro é dinheiro bem aplicado?

    ResponderExcluir
  14. Qual a diferença entre as cocadas preta e branca?
    Esse Salu é um completo idiota!
    Bacco&Bocca, o blog tá paradão. Posta aí!

    ResponderExcluir
  15. Quando achamos que já vimos de tudo no mundo do vinho surge essa pérola rss

    http://www.blogenofilia.com.br/2015/01/fotos-personalizadas-com-vinhos.html?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveriam, também, incluir um produto: "Você com expressão inteligente".

      Excluir
    2. Este blog merece uma analise mais profunda. Ja viram a sua visao (ser o melhor blog de vinhos de Brasilia em 2 anos)? E o sistema de pontuacao dos vinhos? Tem vinho de pouco mais de 30 pontos ate quase 100, que eh um Malbec de 50 Reais. E jah viram o saca-rolhas que estao vendendo?
      Eh demais.

      Excluir
  16. Vou emprestar o meu pau de selfie para ele balançar e tirar fotos.
    Abaddon.

    ResponderExcluir
  17. As versões personalizadas Bilu , Salu e flautulential já estão disponíveis por 50, 100 e o reais respectivamente !

    ResponderExcluir
  18. Sei que é mais um idiota. Mas, quem é flautulential?
    Pode mandar o link do "blog"?
    Abaddon.

    ResponderExcluir
  19. Esse cara deve ter feito a foto do nissin ourfali na praia da baleia,que comedia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. T,

      o chef se parece com o Vieira.... so faltou a calca no umbigo.

      Excluir
  20. O blogueiro é poeta tmbm !!

    "Cada dia mais pessoas se apaixonam pelo vinho. Uma vez que se apaixonam, o amor nunca acaba..."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O amor pelo vinho é igual herpes....nunca acaba

      Excluir
  21. Vinho é minha vida, vinho é minha paixão! Eu provo vinhos com o Bilu, Salu e também com o Salamão

    ResponderExcluir
  22. E pesquisador tmbm !

    http://www.blogenofilia.com.br/2015/01/consumo-de-vinho-aumenta-qualidade-do.html?m=1

    ResponderExcluir
  23. De amor em amor o vinho acaba virando espermatozoide . O que falta agora?

    ResponderExcluir
  24. Ó blogueiro bacanão! Com café fraco, vinho e cueca samba canção ninguém me segura não. ..

    ResponderExcluir
  25. Eis que surge um gênio no mundo do vinho: Pascal brasiliensis

    http://www.blogenofilia.com.br/2015/01/sera-que-meu-vinho-esta-estragado.html?m=1

    ResponderExcluir