Facebook


Pesquisar no blog

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

ENO OLIGOFRÊNICO 2014



Sempre achei que a eno-crítica nacional seguia duas corretes básicas: a cínica e a oligofrênica.

A “eno-crítica-cínica” é praticada por aqueles que entendem alguma coisa de vinho (menos, muito menos, do que alardeiam) e que usam esse suposto conhecimento para convencer enófilos, principiantes-claudicantes, que determinadas etiquetas são fantásticas, maravilhosas, imperdíveis.
 

O eno-cinismo já foi praticado inúmeras vezes, continua em e com sua canalhice, mas é facilmente identificável.

Exemplos:

 “O espumante nacional é o segundo melhor do mundo”

“Os vinhos Miolo são os mais vendidos em Paris”

“Os vinhos nacionais ganham medalhas em concursos internacionais”


Meias verdades e grandes mentiras que os críticos, “eno-cínicos-mediante” (mediante pagamento), divulgam em sites, revistas, blogs etc. tentando convencer os consumidores que os quase-vinhos nacionais, por apresentarem raras qualidades, valem os preços extorsivos praticados pelas indústrias vinícolas nacionais.

Não vou mencionar nenhum “eno-cínico-mediante”, pois todos são velhos conhecidos dos leitores de B&B.  
 

Há, também, os “eno-oligofrênicos”.

Os “eno-oligofrênicos” são aqueles que piamente acreditam, que após meia dúzia de aulas nas AB$, $BAV ou em outro curso picareta, já podem posar de “sumidade”.

Nascem, assim, os Gladstons-Salames da vida.

Ao ler um comentário de um anônimo, na matéria “Paixão”, que escrevi em setembro, quase tive um ataque.

Vejam!

 


Sem sombra de dúvida o prêmio de

 “ENO OLIGOFRÊNICO MASTER 2014” vai para o Ed Motta.

O Ed Motta que, há alguns anos, ninguém sabe o porquê, escrevia sobre vinhos na “Veja”, era reverenciado como profundo conhecedor e quase uma sumidade quando as garrafas provinham da Borgonha.

Os conhecimentos vinícolas do cantor já me provocaram seríssimas duvidas quando, nosso peso pesado da MPB, comparou os vinhos do Dani “Narciso” Elle aos grandes da Borgonha.

O que classifiquei como deslize, na ocasião, está se transformando em rotina.

Motta não se limita mais a elogiar os vinhos do Dani “Narciso” Elle.
 Ed está solidificado sua oligofrenia vinícola ao comparar vinhos produzidos com Santa Isabel aos vinificados com Pinot Noir em Vosne-Romanée.
 

Não conheço Praia Rosa, a nova Borgonha brasileira, nunca bebi (nem quero) vinho da Dominio Vicari, mas sei que a uva Santa Isabel, quando vinificada, doa ao quase vinho, metanol em excesso e, como todos sabem, o metanol é altamente toxico.

Fazer a apologia de um vinho, que nem vinho é, proibido em todos os países vinícolas sérios, envia Ed Motta diretamente para o trono de “ENO-OLIGOFÊNICO MASTER 2014.
 

O comentário vinícola do Ed só não é pior do que sua releitura musical da “Garota de Ipanema”.

Dionísio

23 comentários:

  1. É...
    Ed, o 3 em 1. Opina, Venda e (des)en - Canta?
    Tambem Decanta..
    Credibilidade Zero, já daqui uns dias seus amigos não poderão salvar um prazo maior para usa-lo como referência de critico para o que eles fazem, porque do jeito que decanta bobagens... e quem segue isso?

    Os chupacabras, uns abestados que seguem e os que fazem parte do clube.

    ResponderExcluir
  2. Opa já começaram as premiações do melhor vai para.... 2014?

    P.S: País sério, bem colocado. E, nosso país é da cachaça, essa é a verdade.

    Não me choco mais#

    ResponderExcluir
  3. Neste ambiente, não me surpreende mais nada, é previsto.O que me surpreende é... tem platéia?
    Esse bateu os sucessivos recordes dos piores do ano... Essa comparação dá péssima impressão a ele, ao vinho, e será que não é um deboche? Sim acho que ele debochou o pobre produtor do vinho Vicardi*
    Bem esse cara não influi em nada como gasto meu dinheiro com vinhos, porque vejo que tenho mais conhecimento do que ele até para fazer piada de mal gosto...

    Dejair.

    ResponderExcluir
  4. As noticias do dia que eu vou lendo....
    ``Xuxa demitida, Jô Soares boicotado, a Globo, maior rede de televisao entrando em decadência e muitas OUTRAS coisas`` nunca antes imagináveis, então por que não comparar vinhos produzidos com Santa Isabel aos vinificados com Pinot Noir em Vosne-Romanée?

    Hahaha...


    ResponderExcluir
  5. hahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahaha
    hahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahaha
    hahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhaahhaahahahahahahahahahahahahahahaha...

    ResponderExcluir
  6. Ed?
    rs...
    Coletâneas de pérolas... Saiu do Burgundy Geeks, quase linchado!
    Agora é a vez de ``Brazyl Geeks``... (não existe, mas ele pode ser o fundador...)

    Eu.

    ResponderExcluir
  7. E o Dionísio Babbaco Bobboca, é único na sua linha, de, mesmo entendendo pouca coisa de verdade a respeito de vinho, posa de quem entende muito só por criticar todo mundo. E tem muito tonto que acredita nele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tem muito "tonto" que acredita naquilo que escrevemos ...infelizmente para os picaretas dos sul adoradores do Isabel-Niágara-Motta-Bilu-Didu-Tetéia e outros.

      Excluir
  8. o Bilu Teteia já andou fazendo suas odes ao mesmo "vinho", do mesmo produtor. não chegou a comparar com Vosne-Romanee, mas, se botar um pouco mais de metanol no sangue dele, é capaz de o Bilu sentir até notas de salame na zurrapa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Duvido que pagaram ao Ed Swine para ser ou parecer tao burro assim. Para que ele se expoe a um ridiculo desses eu nao sei.

      Nao que seja alguem brilhante no intelecto...mas tambem nao precisava ir tao longe na ignorancia explicita.

      Excluir
  9. Que está contecendo com estes "bebedores" de vinho? Estão ficando loucos? Vinho de Isabel lembrando Vosne-Romanée? Só podem estar com o cérebro cozido.

    ResponderExcluir
  10. Só rindo desse povo que se acha um bom entendedor de vinhos, chupa enochatos. Beijos enológicos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chupa enochatos ou chupa, enochatos?

      Excluir
  11. Esqueçam marco Daniele, esqueçam praia da rosa. Agora o novo Borgonha brasileiro é o serena pinot noir (130 reais). Abcosm

    http://www.didu.com.br/2014/10/serena-um-pinot-noir-biodinamico-brasileiro/

    ResponderExcluir
  12. Agora vai!
    http://cordeiroevinhobyucha.blogspot.com.br/2014/12/salton-reserva-ouro-conquista-franca.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GG

      Acho que o cara escreveu Franca, mas quis dizer Guiana Francesa e saiu como Franca. Saltao conquista a Guiana Francesa ficaria melhor.

      PS, passei no teste, nao sou um robot.

      Excluir
    2. Pronto, ta aqui um novo Gladstone Salame... pqp. Nem disfarca que esta fazendo propaganda com as exatas palavras chupadas de algum lugar.

      http://cordeiroevinhobyucha.blogspot.com.br/2014/12/gallo-da-o-toque-de-sabor-especial-que.html

      Excluir
  13. Téo Pereira,
    Vou fazer um serviço de utilidade pública para você, como químico não pude me furtar de dar o meu pitaco!
    Apesar de aposentado ainda lembro de algumas coisas básicas de minha formação em química.
    Primeiro, metanol é um álcool extraído da madeira, não tem como retirá-lo da uva.
    Segundo o nome da uva é Isabel, a outra é uma santa.
    Terceiro o nome do lugar é Praia do Rosa.
    E, acho que você e o grupo que comenta são da confraria do Wikpédia, beberam lá o Vosne-Romanée e o Conti por lá! Se informar antes de sair falando bobagens também é bom, é elegante e conserva os dentes!
    Aí vão uns links de utilidade para você e seus seguidores,
    http://www.mundoeducacao.com/quimica/metanol.htm, http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612000000100022. Por gentileza, me mande os links dos países em que a Vitis Lambrusca foram proibidas de se vinificar. Feliz Natal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o Sr. Téo Pereira, sem que eu duvide de sua boa fé, deve estar aposentado há muito tempo, para achar que o metanol só pode ser produzido tendo como matéria prima a madeira. Antigamente o metanol era exclusivamente produzido tendo como fonte a madeira por ser a tecnologia economicamente disponível. Hoje existem novas tecnologias que talvez não sejam do conhecimento do Sr. Téo Pereira, que pela velada ameaça aos dentes nossos deve ser gaúcho ou catarinense , povos valentes na hora da bravata, mas por experiência própria, não tão valentes depois de terem recebido uma resposta física às suas bravatas.

      De todos os álcoois, o metanol é o mais tóxico: sua dose letal é de 0,07 gramas por Kg de massa corporal, o que quer dizer que meia colher de sopa de metanol é suficiente para provocar a morte de um indivíduo de 60 kg. Prova disso são as 40 pessoas que morreram em Salvador (BA), no ano de 1999, após consumirem uma cachaça contaminada com metanol.

      Tanto risco justifica manter distância de bebidas que tenham a possibilidade de conter metanol.

      Excluir
    2. Acabei de postar , não com sua elegância, uma matéria respondendo a aposentado Téo. Leia, se puder

      Excluir
  14. Jamais acreditarei que o Ed teceu os comentários acima.

    ResponderExcluir