Facebook


Pesquisar no blog

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

BEAUJOLAIS NOUVEAUX 2014



Passeando pela França entrei em um supermercado para comprar algumas frutas e, como de hábito, aproveitei para conferir o preço de alguns vinhos.

Um detalhe :acabara de receber um e-mail da Mistral que, orgulhosa, me oferecia o Beaujolais Nouveaux 2014 por, nada modestos, R$ 92,70.

COMO ENCOMENDAR
O Beaujolais Nouveau 2014 e o Beaujolais Villages Nouveau 2014 de Joseph Drouhin devem estar disponíveis a partir do dia 20 de Novembro*.
BEAUJOLAIS NOUVEAU 2014:
R$92,70 por garrafaCOMPRAR
BEAUJOLAIS VILLAGES NOUVEAU 2014:
R$99,90 por garrafaCOMPRAR

 


Vagando, entre as gôndolas, encontrei Beaujolais Nouveaux 2014 por preços nunca acima de 5 Euros (R$16).

Havia poucas etiquetas e pensei que na net poderia encontrar mais opções.

Encontrei........

Confiram no link quanto pagam os franceses pelo vinho e comparem os valores que a Mistral extorque dos ricos brasileiros.
 

Se alguém continuar culpando os altos impostos devo lembrar, mais uma vez, que na exportação as taxas francesas não são cobradas.

Na Itália o Beaujolais Nouveaux custa 4,5/6,5 Euros

Nos EUA 5/7 U$

No Japão, na grande distribuição, o vinho francês é encontrado por preços equivalentes a 7,5/9 Euro.

Enquanto isso no país tropical abençoado por Deus e bonito por natureza …. 30 Euros
 

Arrisco um palpite: A Mistral deve ter pago, ao Drouhin, não mais de 2,50 Euros pelo Beaujolais.

Façam suas contas......

 

10 comentários:

  1. Coincidentemente falava sobre isso a um sommelier da cidade. 120 dilmas por uma garrafa de Nouveau é um estupro à inteligência de qualquer um! Mesmo aqui, com imostos e a coisa toda, qualquer um Beaujolais de muito mais consistência que um nouveau custa menos que isso, ou ainda, qualquer outro Beaujolais de cento e tantos reais é muito melhor do que um nouveau com data de validade. Vai entender...

    ResponderExcluir
  2. Jucelio, no link da matéria vc poderá verificar que Morgon, Moulin a Vent,Fleurie etc. custam menos de 10 Euros e como vc disse somos estuprados diariamente.

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre trago de viagem apenas vinho. Nada de eletrônicos ou outras coisas, e minha mulher deixa eu usar a cota dela também. Para ficar dentro dos limites monetários e de quantidade de garrafas faço um preço médio de 50 Euros. Quando chego na terrinha sempre pesquiso os preços das garrafas que trouxe. O que mais me espanta é que para preços que na média dão 50 Euros com mínima variância lá, aqui a chegam a um mínimo de 600 Reais a um máximo 1.200 Reais! Os impostos e demais custos são tão diferentes entre importadores?

    ResponderExcluir
  4. Parem de reclamar sem razão!! Vejam a matéria lá em baixo. Aqui somos todos privilegiados. Temos acesso a ótimos e honestos produtos com um excelente custo/benefício. Podemos p.ex. jantar a lasanha da Seara regada a azeite extra virgem que é sempre extra virgem e nunca óleo refinado acompanhado de um Brunello di Mariana Pimentel/RS ou um Barbera de Cocalzinho/GO que ronda a casa dos cento e poucos reais e vale cada centavo que custa, ou, então, para quem não bebe, substituí-lo por um Suco do Bem feito com laranjas selecionadas da chácara do Sr. Francesco e após uma sobremesa do picolé Diletto cuja receita foi trazida pelo italiano Nonno Vitorio na época da 2ª guerra mundial! Quem sabe para arrematar uma cerveja da AMBEV cujo percentual de maltes selecionados é de fazer inveja a qualquer cerveja alemã que usa arroz e milho em até 50% de sua composição! Enfim, é um prazer tão grande ser respeitado na qualidade de consumidor que não encontro nem palavras para agradecer.

    Segue anexa a trilha sonora desta festa toda:

    Engenheiros do Hawaii.

    DOM QUIXOTE.

    Muito prazer, meu nome é otário
    Vindo de outros tempos, mas sempre no horário
    Peixe fora d'água, borboletas no aquário

    Muito prazer, meu nome é otário
    Na ponta dos cascos e fora do páreo
    Puro sangue, puxando carroça

    Um prazer cada vez mais raro
    Aerodinâmica num tanque de guerra
    Vaidades que a terra um dia há de comer

    "Ás" de Espadas fora do baralho
    Grandes negócios, pequeno empresário
    Muito prazer, me chamam de otário

    Por amor às causas perdidas

    Tudo bem, até pode ser
    Que os dragões sejam moinhos de vento
    Tudo bem, seja o que for
    Seja por amor às causas perdidas
    Por amor às causas perdidas

    Tudo bem, até pode ser
    Que os dragões sejam moinhos de vento
    Muito prazer, ao seu dispor
    Se for por amor às causas perdidas
    Por amor às causas perdidas"

    http://exame.abril.com.br/marketing/noticias/conar-investiga-diletto-e-suco-do-bem

    ResponderExcluir
  5. Para completar, o enólogo Pierluigi Lugano já está preparando uma remessa destes vinhos para o Brasil!

    "A primeira leva foi colocada em 2009, quando passou por um período de testes, e o projeto tem sido levado adiante até hoje. O vinho de Lugano, o qual especialistas afirmaram possuir “um toque de maçã assada e ser um pouco temperado”, é guardado debaixo do mar por três a quatro anos".

    http://cache.revistaadega.uol.com.br/artigo/produtor-italiano-guarda-vinho-debaixo-dagua_10081.html

    ResponderExcluir
  6. Esse preço do beaujolais é um dos maiores exemplos da idiotice brasileira, e como perdura a anos, significa que o povo continua comprando.

    A Mistral se transformou em uma das importadoras mais careiras e um dos piores lugares para se comprar vinhos no Brasil, infelizmente. Antigamente não era assim tão ruim.

    abs,

    Alexandre.

    ResponderExcluir
  7. A mistroll ja foi melhor em muita coisa, mas agora esta sentindo impacto tambem do novo mercado. Ja dao prazos para compras bem elasticos. Eu me lembro quando davam no maximo 30 dias, se quisesse. Tambem me lembro da lenda urbana que havia que para se montar uma loja bastava comprar tudo na mistroll.

    So nao chorem pelo careca, ele deve fechar o ano mais milionario ainda, mas careca.

    E esse vinho do lugano fica guardado no mar, no mar morto.

    ResponderExcluir
  8. Bacco em breve irá mergulhar nas profundezas do mar e nos revelará se vale ou não a pena adquirir o vinho que matura debaixo da água e tem aroma de torta de maçã assada!

    ResponderExcluir
  9. Já estou escrevendo. Aguardem revelações incríveis.

    ResponderExcluir
  10. Sabia que a "mistupra" (português petista mesmo) era cara, mas não tinha ideia do tamanho do ferro. Será que o II e ICMS cobrados são tão altos assim? duvido.

    ResponderExcluir