Facebook


Pesquisar no blog

terça-feira, 1 de abril de 2014

A SUPERAÇÃO




Os enófilos brasileiros, por razões mais que obvias, não estão entre mais preparados do planeta.

Clima que privilegia a cultura e consumo da cerveja, pouca ou nenhuma tradição vinícola, preços astronômicos e qualidade inexistente, são fortes motivos que colaboram para colocar o Brasil no ridículo 51º lugar na classificação do consumo per capita (1,80 litros/ano) atrás, até, do Cazaquistão (1,90 litros ano).

Vinho não é nossa praia.

Nossa praia é outra: Somos os mais preparados, inventivos, inusitados e surreais SOMMERDIERS do mundo.

Clovis Bornays das taças!
 

Carentes de conhecimentos, mas exuberantes em imaginação e picaretagem.

Há uma uma imensa fogueira de vaidades onde uma luta, surda e sem limites, é travada, todos os dias, pelos blogueiros para ver quem consegue imaginar aromas e sabores, nunca antes percebidos ou revelados por um rival em outro blog.

Narizes de sabujos, paladares refinadíssimos , experiências atávicas, são alguns predicados que os nossos “desgustadores” acreditam possuir.
 

Não possuem.....

São apenas um bobões, balões inchados que estouram à primeira indagação séria.

Se você que acredita ter lido as maiores imbecilidades que a mente humana possa parir, degustando uma taça de vinho, não passa de um parvo, ignorante, um bolsa família do vinho.

Você não conhece ..... Tchan, Tchan, Tchan: NOEL!!!!!!

NOEL chega para desbancar, Camila Camomila, Beato Boato Salu, Didu Bilu Moringa Teteia, Gladson Salame, Marcelinho “The Most Flatulential” Pão e Vinho e todos os SOMMERDIER   que já pisaram nossos solo pátrio.

Leia e aprenda, seu inculto!

 

Safra: 2008.

Álcool: 12,5%.

Casta: 100% sauvignon blanc.

Produtor: Didier Dagneau.

Região: Vale do Loire, França.

Cor: amarelo com reflexos esverdeados.

Aromasmel, cajá, manga com leite, musse de manga, manga verde, mineral, pedra (seixos), pêssego, rapadura queimada, redução de molho de laranja.
 

Boca: seca a boca, limão, casca de laranja, saliva bem por causa da acidez.

Estágio: sem estágio.

Importador: Casa Flora.

Valor: R$ 513,00.

Harmonização: mariscada.

Observação: Vinho biodinâmico. Foi o preferido da noite por ......

 

 

 

Safra: 2006.

Álcool: 14,5%.

Casta: 100% shiraz.

Produtor: Peter Lehmann.

Região: Barossa Valley, Austrália.

Cor: rubi, rubi.

Aromasmolho de tomate, adocicado, berries, chocolate, ferrugem, sangue, ferro, café, açúcar queimado.
 

Boca: ácido, doce, permanece o gosto no meio da boca, mais precisamente no centro da língua, o que lhe confere uma característica de peso.

Estágio: 18 meses em barricas de carvalho, sendo 90% francês e 10% americano.

Importador: Decanter.

Valor: R$ 518,00.

Harmonização: pato.

Observação: vinhedos de 1885. É considerado um vinho de meditação, embora alguns confrades não concordaram com esta afirmativa.

 

 

Safra: 2010.

Álcool: 14,5%.

Casta: 55% cariñena e 45% garnacha.

Produtor: Costers de Vinyes Velles.

Região: Priorato, Espanha.

Cor: rubi, com tons violáceos.

Aromassumo tangerina, kinkan, violeta, aniz, mofo, caramelo, esparadrapo, mertiolate.


Boca: bem ácido, doce, sutil, delicado, tem menos taninos que os vinhos 1 e 2.

Estágio: 16 meses em barricas de carvalho francês novas.

Importador: Wine.com.

Valor: R$ 297,50.

Dupla que levou o vinho:.........

Observação: vinhas com 80 a 105 anos. Cada parreira dá apenas 400 gramas de uva. Da safra degustada, foram produzidas apenas 6.000 garrafas.

 

Safra: 2011.

Álcool: 12%.

Casta: 100% muscat.

Produtor: Les Vignerons de Carthage.

Região: Kelibia, Tunísia.

Cor: palha.

Aromasmel, Bepantol, protetor solar, Cebion, leite de rosas, floral.
 

Boca: sem manifestação dos confrades.

Estágio: não estagia.

Importador: Art du Vin.

Valor: R$ 42,00.

Harmonização: harmonizamos com o chocolate Rose Geranium, com uma forte presença floral, o que ajudou na combinação com o vinho, mas deixou um sabor muito adocicado na boca.

http://noelbsb.blogspot.com.br/2014/03/confraria-vinus-vivus-85-reuniao.html

 

O concurso, que lançamos em “ OS OLIGOFRÊNICOS”, não obteve a repercussão esperada (apenas dois leitores enviaram comentários) e foi cancelado.

Resolvemos entregar o TONDONIA ao Eduardo que nos apresentou, entre outros, o insuperável (por enquanto) NOEL.

Eduardo, é só falar onde e quando.

Dionísio

 

 


11 comentários:

  1. Pestes do inferno: Eu escrevi um comentario querendo ganhar o tal vinho. E agora voces dao para outro so porque o cara achou esse Noel da arca?? Votem entre o meu comentario e do outro infeliz e digam para quem vai o vinho.

    Praga: Voces vao ser condenados num processo de injuria movido pelo Salame a tomar todos os vinhos que ele dizia ser otimos, espetaculares.

    E ainda fazer fusao de blogs com o Didu Bilu TT.

    ResponderExcluir
  2. Ah não... esse cara não existe... Meu Deus, a que ponto chegamos?

    E o pior: É óbvio que é mentira. Afinal, ele diz que um vinho tem aroma de Manga com Leite! Desde os tempos da escravidão, todo mundo sabe que manga com leite é a combinação mais letal do universo. Só os aromas já poderiam matar um homem adulto. Ninguém provou o aroma de manga com leite e viveu pra contar.

    ResponderExcluir
  3. Cancelaram o concurso dos oligofrênicos??? Caramba, me esforcei para fazer um comentário La Bilu e dancei? Estava já preparando o comentário Salu e Camomila. Desanimei agora.
    Deixo aqui o meu protesto.
    Salu2

    ResponderExcluir
  4. Olha o que estes velhotes fazem eu faço ha 4 anos. Com bebê em casa ja hamonizei muito vinho com bepantol, prevent e com toalha umedecida natura. Fora que nao sei a razao a maioria dos vinhos que bebi tinham forte aroma de cocô de bebê, leite azedo e gofada. Agora, vinho nacional com nenêdent é tudo de bom. como o nenêdent anestesia as papilas gustativas, qualquer rotulo nacional entre R$70, R$220 passa desapercebido a sensaçao que vc foi enganado! :)

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o cara! Só espero que ele não retire o blog do ar, pois quero continuar a dar muitas risadas. Vejam outras impressões do cidadão:

    Barbaresco Rabajá Bruno Rocca - "floral, delicado, herbáceo, iodo (de leve), azedinho doce, saco de açúcar, melaço, açúcar de beterraba"

    Barolo Ornato Pio Cesare - "eucalipto, mentol, intenso, fruta fresca, mofo, cogumelo, ácido no nariz, pimenta rosa, caju"

    Brunello Banfi - "couro, ameixa, floral, Biotônico Fontoura, aceto balsâmico, aroma ácido, evolui bem, marrom glacê, charuto, estábulo"

    Ornellaia- "banana verde, jatobá, cassis, pimenta do reino, caramelo, erva mate, torrefação, chocolate, purê de batatas"

    Richebourg (Romanee-Conti) - " frutos do mar, ostra fresca, maresia, sargaço, iodo, remédio, especiarias, cereja, chucrute, charuto, couro, framboesa, malte, ervas da Provença, tamarindo". Nessa o cara se superou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe aquela máxima de que "os aromas são pessoais, remetem a sua memória olfativa, então descreva o que você sente!"

      Então... ele entendeu tudo errado e levou ao extremo.

      Caju, bepantol, biotônico fontoura, iodo (de leve), remédio, açúcar de beterraba, leite de rosas... Santo Nariz Batman!

      E um cara desse bebe Richbourg, Ornellaia, Pio Cesare... ou seja, dinheiro e litragem não faltam. Falta só vergonha na cara.

      Excluir
  6. po, não sabia que o concurso era tão curto! estava aprimorando minha crítica do irretocável e prioratesco (sem perder sua bordalesidade, é claro) Marcus James, que provei no restaurante Tal do meu amigo Fulano, que eu adoro, a convite da importadora Fail, da Beltrana, muito bonita, simpática e competente. O Marcus James que aliás, lembra muito capsulas de Omega 3, cola Tenaz, paio, kichute novo, suspensórios do meu tio Alfredo e páginas de livro velho, secondo me. Fantástico! ah, e sincero! Mas em termos de sinceridade não chega a ganhar do tradicional Jota Pê, que lembra muito.... suco de uva! Um vinho com gosto de uva. Isso é que é sinceridade!

    ResponderExcluir
  7. kichute novo....OTIMO.

    ResponderExcluir
  8. "bepantol" é insuperável! Prêmio muito justo!

    ResponderExcluir