Facebook


Pesquisar no blog

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

B&B ,O MAINARDI DO VINHO




Peço licença para responder ao comentário reproduzido abaixo.

    1.  nônimo31 de janeiro de 2014 06:41

Ao dizer que passeei pelo blog, do verbo passear, eu disse que cliquei em vários posts, e não vi nada que não fosse menosprezar outras opiniões, ou outras pessoas. Acessei o link do Enoblogs para vir aqui, e não achei que acrescenta nada. São apenas acusações com o intuito de ganhar fama. Parece o Diogo Mainardi. Nenhum vinho comentado. Pelo menos, não que VOCÊ tivesse provado e comentado.

Então, Diogo Mainardi do vinho, sous-bois é aroma natural da fruta, tem em todos os Pinot Noirs do mundo!!!
Traduzir pra italiano não muda o fato de que é um aroma resultado de micro-organismos que agem no vinho. Inclusive, a Brettanomices.

E ao amigo anônimo que tomou inúmeros vinhos naturais: em primeiro lugar, vinho natural não tem certificação. Daí, muitos produtores podem colocar SO2 e chamar seu vinho de natural. Em segundo lugar, estes aromas tendem a se intensificar com o tempo. Uma garrafa com 2 ou 3 anos pode não ter desenvolvido aroma em escala suficiente para que você sentisse o cheiro.

Fui

 

O leitor anônimo,” Ma non Troppo”, acessou B&B através do Enoblog” e nos acusa de apenas atacar outras opiniões sem nunca comentar um vinho sequer.

Nossos leitor irado tem razão em vários pontos.

B&B tem, como prioridade, a intenção explicita de atacar os picaretas que impunemente escrevem eno-bobagens em blog, revistas, sites etc.

B&B nasceu justamente para que houvesse, na crítica brasileira, pelo menos, uma voz livre, descompromissada e sem receio de desmascarar falsos especial$ta$ do vinho que sistemática e descaradamente apenas elogiam vinícolas nacionais e importadores.

 B&B não balançou a cabeça concordando com a campanha que tentou enganar os consumidores afirmando que nosso espumante é o segundo melhor do mundo.

B&B esculhambou o “melhor sommelier do Brasil” (imagine o segundo….) que encontrou “Ouriço do Mar “e “Peixe de Rio” numa taça de vinho.

B&B ridicularizou blogueiros que percebem aroma de salame, presunto cru, moringa, crina de cavalo molhada e outras sandices do género, em garrafas de tinto ou de branco. 

B&B detona os predadores nacionais (produtores e importadores) que metem a mão no bolso dos consumidores cobrando preços absurdos por garrafas muitas vezes banais.

B&B não tem patrocínio, rabo preso, compra as garrafa que bebe e nem deve favores a quem quer que seja no mundo do vinho.

B&B teria vergonha, por exemplo, em afirmar que o Pinot Noir produzido, por um fotógrafo narcisista, em terras gaúchas, é comparável, e supera até, os míticos Grands Crus da Côte D’Or.

B&B não lambeu bombacha, não levou e nem levará pontapé na bunda de nenhum vaselinado produtor gaúcho.

Em seus dez anos B$B descreveu centenas de vinhos sendo que grande parte deles totalmente desconhecidos no Brasil (Didu-Bilu-Tetéia nunca soube de sua existência).

Piemonte:

Fara, Sizzano, Ghemme, Boca, Lessona, Ruchè, Brachetto, Carica L’Asino, Pelaverga, Timorasso, Gamba di Pernice, Prunent, Avanà.

Ligúria:

Ormeasco, Vermentino, Pigato, Rossese di Dolceacqua, Schiacchetrà

Toscana:

Bianco di Pitigliano, Sovana, Colli di Luni, Vernaccia di San Gimignano.

Não quero continuar para não humilhar...

Sottobosco ou sous bois, como queria o “secondo me”, não é “o aroma natural da fruta”, mas de determinadas frutas silvestres que nascem espontaneamente nos bosques europeus (mirtilos, framboesas, groselhas, morangos silvestres...)
 

Nossos bosques não produzem estas variedades de frutas e seus aromas não fazem parte de nossos repertorio olfativo.

 As narinas do Didu-Bilu-Tetéia são normais, peludas, mas normais, e não saberiam perceber o odor de groselha; saberiam, porém “inventar” tal percepção.
 

Última coisa: Melhor ser um Mainardi do vinho do que um bunda mole e passar por um vexame como esse

 

6 comentários:

  1. uma vez escrevi um texto falando mal de um show que rolou em Brasília. os fãs da banda em questão me esculhambaram, me acusaram de tudo, e um deles me chamou de "Diogo Mainardi da crítica musical".

    era pra ser um xingamento, mas achei um tremendo elogio. no lugar de B&B, tomaria o comentário em questão como elogio também...

    ResponderExcluir
  2. Eduardo, também achei um tremendo elogio especialmente em um país onde sobram Franklins Martins e faltam Diogos Mainardis, mas o bunda mole merecia uma resposta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah sim, nisso concordamos em gênero, número e grau...

      Excluir
  3. O BB é um dos poucos blogs que acompanho sistematicamente. As talabascadas furiosas são muito divertidas sim, mas o que mais me agrada são as descrições dos lugares, restaurantes, pessoas e vinhos. Não tenho o tempo nem a di$ponibilidade da turma para conhecer tantos lugares, mas uma vez por ano me aventuro por Borgonha, Toscana e lugares assim. Guardo com intenção as informações que encontro por aqui. Obrigado e deixem os cachorros latindo enquanto a caravana segue.

    ResponderExcluir
  4. Bilu Teteia?

    E o maior puxa saco chapa branca do universo? Oscar Mault Sem Alça?

    Bilu Teteia perde para esse de 6/0 6/0 em puxa saquismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Formiga, puxa saco e aquele banco, tem em tudo quanto é lugar. Estive visitando um portal de vinhos dia desses e acho que encontrei o professor da turma da moringa, ouriço, salame, açougue etc.

      Excluir